Então você entrou em uma área restrita?

Mesmo sendo avisado antes, você entrou em uma área proibida. E Graças a você já temos free web counter acessos nesse link. Então, queremos lhe propor algo, UMA AVALIAÇÃO.

Mas antes, leia este pequeno texto:

Ao término de um exame universitário, um professor particularmente rígido anunciou, através do sistema de som, ao grande auditório de mais de mil estudantes: "Vocês têm cinco minutos para terminar!". Os estudantes começaram a rabiscar freneticamente suas últimas palavras. Os cinco minutos voaram e o professor anunciou: "O tempo acabou, baixem as canetas! Deixem seus exames na minha mesa antes de saírem".

Os estudantes formaram uma longa fila para entregar as provas, as quais colocaram em uma pilha na mesa do professor. Porém, um estudante continuou escrevendo, esperando que o professor não o tivesse visto. Algum tempo depois, quando os últimos estudantes estavam deixando o auditório, este estudante se levantou e correu para frente com sua folha de respostas.

— Você pensa que eu não o vi escrevendo depois do prazo? — o professor perguntou. Você está mais de quinze minutos atrasado! Portanto vou reprová-lo, e você terá que refazer este curso!

O estudante sorriu e disse ao professor:
— Você sabe quem sou eu?
— O quê? — respondeu o professor com aspereza, aborrecido diante da aparente arrogância do estudante.
O estudante reformulou a pergunta:
—Você sabe qual é meu nome?
— Não, eu não faço a menor idéia! — disse o professor, furioso.
O estudante disse calmamente:
— Ótimo! E jamais vai saber.
Ele então levantou metade da grande pilha de provas na mesa em sua frente e pôs seu exame no meio, de forma que ele ficou bem escondido entre os outros. Então ele sorriu e saiu rapidamente da sala!

O propósito deste teste de Auto-avaliação

Esta é uma história engraçada, mas improvável. A realidade é que todos nós enfrentamos testes, e nosso futuro depende, de certo modo, de como nós nos comportamos diante deles. Vamos considerar alguns pontos sobre testes:

  • Há muitos testes na vida, alguns são banais e outros são vitalmente importantes. Testes vêm de muitas formas e maneiras. Alguns exemplos são: exames escolares, jogos de perguntas e respostas na televisão, shows de talento, exames médicos e partidas de futebol. Os testes são projetados para dar às pessoas uma visão honesta de si mesmas. Há freqüentemente uma diferença entre quem nós gostamos de pensar que somos e quem nós realmente somos. Há uma frase humorística que diz: "Conheça a si mesmo. Não aceite a admiração de seu cachorro por você como evidência conclusiva de que você é maravilhoso!" Testes nos ajudam a ser verdadeiros. Por exemplo: Balanças mostram o quanto uma pessoa realmente pesa, e não o quanto ela espera pesar! Medir seu desempenho é o primeiro passo para melhorá-lo. Você precisa saber onde você está hoje para se dirigir ao lugar que você quer estar no futuro. Por exemplo: Os atletas sempre medem suas marcas e resultados e, então, tentam melhorá-los.
  • O objetivo deste teste não é determinar o nível de sua inteligência acadêmica ou de seus talentos. Nosso teste é um teste espiritual. Ele foi projetado para lhe ajudar a entender quem você realmente é.
  • Nosso teste está baseado em onze questões, sendo a décima primeira, a mais importante de todas. As primeiras dez questões são baseadas nos Dez Mandamentos (vamos começar pela décima questão, descendo à primeira). Ao respondê-las, você terá um quadro incrível de si mesmo e do maior mistério na história do universo (nós não podemos fazer a 11a questão até que você res-ponda as dez primeiras).
  • Você não precisa mostrar suas respostas para outra pessoa, mas nós lhe aconselhamos ser honesto consigo mesmo.

O propósito dos 10 mandamentos

Sete fatos surpreendentes sobre os Dez Mandamentos:

  1. Eles estão na base da civilização, ensinando as pessoas como viver com Deus e com os outros;
  2. Eles são a base dos sistemas legais em todas as nações;
  3. Eles são ensinados pelas maiores religiões (judaísmo, cristianismo e islamismo);
  4. Eles são ensinados portadas as denominações cristãs (católica, protestante e evangélica);
  5. Eles existem há mais de quatro mil anos;
  6. Eles foram escritos por Deus com Seu dedo de fogo em duas tábuas de pedra no topo do Monte Sinai, no Egito;
  7. Eles influenciam as gerações modernas tanto quanto influenciaram as gerações passadas.

Por que eles são tão importantes a tantas pessoas?

  1. Eles revelam o cuidado de Deus: "Não toque nisto!" Todos os pais dizem palavras como estas para suas crianças. Se uma criança puser as suas mãos em um fogão quente, o pai responderá com um comando firme. Não porque o pai quer oprimi-la, mas porque ele quer protegê-la. Deus é um Pai e Ele também quer nos proteger de danos.
    Os Dez Mandamentos também são ordens para nos proteger de perigos. São ditos no negativo — "Não terás" — para produzir efeitos positivos — proteção, paz e prosperidade. Ávida sem leis seria impossível. Imagine quão perigosas nossas estradas seriam se não houvesse limite de velocidade. Imagine as partidas de futebol sem regras!
    A vida em sua plenitude acontece quando vivemos dentro de suas leis. Os Mandamentos são como as linhas limítrofes na extremidade da estrada. Eles fixam os limites de vida. Eles nos advertem para não cruzarmos aquela linha para nossa própria segurança e para a segurança de outros.
  2. Eles revelam o caráter de Deus: Você conheceu alguém famoso? Talvez um astro de cinema ou um jogador? Eles parecem ser altos ou enigmáticos até que você consiga falar com eles. Depois você percebe que são pessoas normais, assim como nós.
    Se você quiser conhecer alguém, você precisa escutar o que ele tem a dizer. Nossas palavras revelam quem somos. Assim também acontece com Deus. Se você quer conhecer a Deus como Ele é, você tem que considerar o que Ele diz.
    Os Mandamentos são as palavras de Deus e revelam Seu caráter. Eles nos mostram que Deus é verdadeiro e amoroso e requerem bondade, santidade e justiça, nos mostrando Sua sabedoria e amor.
  3. Eles revelam a condição do homem: O filme "A Carruagem de Fogo" descreve a história do atleta inglês Harold Abrams, que era um dos corredores mais rápidos do mundo nos 100 metros. Ele após ganhar todas as corridas que disputou, ele pensou que facilmente ganharia uma medalha de ouro nos Jogos das Ilhas Britânicas. Porém, para sua surpresa, no dia da corrida um menino escocês desconhecido chamado Eric Liddel correu tão mais rápido que ele, que Abrams não só perdeu, mas temporariamente entrou em um estado de desespero.
    Como este atleta, quando nós nos comparamos com uma oposição fraca, parecemos os melhores. Porém, temos que nos comparar com o padrão de Deus, e então veremos a nossa verdadeira condição e nível de espiritualidade.

A vontade de Deus é que não nos enganemos pensando de nós além do que convém. Em um mundo de superficialidade e pretensões, precisamos ter uma visão honesta. Um provérbio antigo declara: "Uma resposta honesta é tão refrescante como um beijo nos lábios". Falando de saúde física, é muito melhor descobrir se você tem uma enfermidade o mais cedo possível, para que você possa tratá-la (tragicamente, muitas pessoas descobrem isso muito tarde). Os Mandamentos não avaliam sua vida física, mas sua vida espiritual, e revelam nossas áreas doentias. Seu futuro depende muito de conhecer e tratar estas áreas tão logo que puder, para ter a melhor vida possível.
Agora que estamos prontos, vamos começar!

As 10 Questões

Não cobiçarás

História:

Há uma história de um jovem que mostrou seu novo Mercedes conversível para seus amigos Pedro e Paulo. "Quanto custou?", Pedro perguntou. "Nada!", disse o jovem; "Meu irmão me deu de presente". Pedro respondeu: "Poxa! Eu queria ter um irmão assim". Porém, Paulo respondeu: "Poxa! Eu queria ser um irmão assim!"

Explicação:

Este mandamento declara que você não deve cobiçar os bens de outras pessoas se elas têm uma casa maior, um carro mais novo ou uma esposa mais bonita que a sua! A cobiça é abastecida pelos desejos escondidos de ciúme e inveja.
A força motriz atrás de nossa cultura materialista é um desejo de ter mais que nosso vizinho. Isto produz uma sociedade em que as pessoas querem o que eles não podem ter. Nossa geração tem bilhões de reais de dívida em crediários.
Se nós não deveríamos cobiçar os bens de nossos vizinhos, então o que deveríamos fazer? Primeiro nós deveríamos achar satisfação nas coisas que nós temos. Segundo, nós deveríamos nos alegrar quando outras pessoas são abençoadas. Quando foi a última vez que se alegrou quando alguém perto de você foi promovido, passou a ganhar mais que você ou comprou um carro mais novo que o seu? O desejo humano é adquirir, mas o desejo de Deus é dar. O sucesso real na vida não vem de sua duração, mas de sua doação.

Auto-avaliação:

Você já cobiçou algo que pertencia a outra pessoa? Você é conduzido pelo espírito do materialismo?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não dirás falso testemunho contra teu próximo

História:

Na comédia "O mentiroso", o ator americano Jim Carrey é um mentiroso compulsivo cujas distorções constantes da verdade causam a partida de sua esposa e seu filho, pois se sentem muito enganados. Porém, de forma sobrenatural, ele se acha compelido a falar a verdade. O filme mostra como sua nova honestidade pega seus colegas de surpresa e conquista sua família. Fica claro que mentir destrói relações, mas contar a verdade produz confiança e respeito. O mundo seria um lugar maravilhoso se todos sempre falassem a verdade!

Explicação:

Nós mentimos quando deliberadamente dizemos falsas coisas sobre nós mesmos ou outras pessoas, ou sobre circunstâncias e acontecimentos. Há uma diferença entre ignorar um fato e mentir sobre o mesmo. Ignorância é não saber a verdade, mentir é saber a verdade, mas descrevê-la diferentemente para obter alguma vantagem pessoal. A moral da história é esta: Qualquer coisa fora da verdade pura é uma mentira. Algumas pessoas dizem que mentiras brancas são melhores do que mentiras pretas, mas aos olhos de Deus todas as mentiras são más. Nós mentimos sobre nossas habilidades, nossos motivos ou passado para parecer melhor aos olhos dos outros e ganhar aprovação ou destaque de algum modo Também mentimos sobre outras pessoas para fazê-las parecerem piores do que nós. Ao descrevê-las negativamente, nos parecemos melhores. Nós diminuímos os outros para nos elevar!
No entanto, mentir é cavar sua própria sepultura e conduzir-se a uma vida cheia de problemas. Pois um abismo chama outro abismo, assim como uma mentira precipita outra mentira. Se você conta uma mentira, você precisará contar outra mentira para encobri-la e assim por diante. Logo, em vez de ser alguém que contou uma mentira, você se torna alguém que mente sempre, ou seja, um mentiroso! Mentir destrói a confiança e, portanto, destrói relacionamentos e famílias — a estrutura da sociedade.

Auto-avaliação:

Você alguma vez mentiu sobre você, sobre outra pessoa ou situação?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não furtarás

História:

Todos nós temos algo que mostra que o mundo não guarda este mandamento. Você sabe o quê? São as chaves! Temos chaves para nossas casas, carros e armários. Nós temos chaves eletrônicas e senhas para nossas contas bancárias e até mesmo as de e-mail. Se não houvesse roubo; no mundo, não precisaríamos de chaves. Nós poderíamos deixar nossas casas abertas e dar partida em nosso; carros apertando um botão, porque ninguém pegaria o que não lhe pertencesse. Imagine uma sociedade assim — seria fantástico!

Explicação:

As pessoas tendem a pensar que só há preocupação com c roubo de coisas grandes. Porém a questão não é o valor das coisas. Aos olhos de Deus, não importa se roubamos a coroa da rainha da Inglaterra ou um lápis da escola! Ambas as ações revelam um desejo mau do coração. Está errado pegar algo que não pertence a você, ou pegar algo sem pedir, não importa o que seja. Nós também roubamos quando não ajudamos os necessitados. Com cada bênção que você recebe, vem uma responsabilidade. Por exemplo, se você nasceu em uma família rica, você tem a responsabilidade de ajudar as famílias mais pobres, assim como as nações mais ricas têm a responsabilidade de ajudar as nações mais pobres. Se você tem muita habilidade acadêmica ou talento para os negócios, então você é responsável por ajudar outros através desses dons.

Auto-avaliação:

Você já roubou alguma coisa grande ou pequena? Você sempre ajuda a outros com as bênçãos que você tem? Você ainda mantém consigo algo que não lhe pertence?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não adulterarás

História:

Na comédia "Doze é demais", Steve Martin representa um marido apaixonado e o pai dedicado de doze filhos. O filme é uma raridade em duas questões. Primeiro, em nossa geração, pouquíssimos casais têm famílias grandes. Segundo, o filme é sobre amor (e sexo) depois do casamento, enquanto que a maioria dos filmes mostra duas pessoas se apaixonando e tendo relações sexuais antes de se casarem.

Explicação:

O plano de Deus é que cada pessoa encontre alguém, se case e então tenha uma vida sexual rica dentro dos limites do casamento. Deus criou o sexo como uma experiência maravilhosa, poderosa e íntima. No entanto, se o sexo é praticado entre duas pessoas que não assumiram um compromisso através do matrimônio, pode causar muitos problemas ao casal e fazê-los sentir-se usados e abusados emocional e fisicamente.
O sexo fora da aliança do matrimônio pode produzir todos os tipos de problemas. Por exemplo, há muitas adolescentes solteiras que engravidam. Isto pode causar à mãe e à família uma tensão emocional e financeira. Também o próprio bebê pode sofrer por não crescer em um ambiente familiar estável. Muitas mães solteiras, de igual modo, não conseguem enfrentar a idéia da maternidade e, conseqüentemente, muitos bebês são abortados. Outro problema relevante é que relações sexuais casuais e múltiplas produzem um alto risco de se contrair doenças sexualmente transmissíveis, sendo as mais comuns a herpes, a gonorréia e a AIDS.
Embora você possa nunca ter fisicamente cometido o ato de adultério, a real pergunta é se você já o desejou em seu coração. A Palavra de Deus diz que "quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração". Se houvesse um modo fácil para se cometer adultério e nenhum medo de ser pego, certamente muitas pessoas tornariam esse desejo em prática. Não é a integridade moral dessas pessoas que as guia, mas sim o medo das conseqüências.
Qualquer forma de atividade sexual fora do matrimônio quebra este mandamento, não importa se é adultério, fornicação, prostituição ou pornografia.

Auto-avaliação:

Você já teve relações sexuais fora do casamento, seja em pensamento ou em ação?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não matarás

História:

Em certo tipo de jogo de computador, é possível selecionar um personagem que você quer ser (na tela) e então lutar contra os outros. O objetivo deste tipo de jogo é eliminar seus inimigos. Normalmente os concorrentes podem escolher uma gama de armas para este fim.

Explicação:

Embora haja uma grande diferença entre jogos de compu-tador e a realidade, nós somos culpados de desejar em nossas mentes que certas pessoas das quais não gostamos desapareçam de nossas vidas. Normalmente as pessoas pensam que guardaram pelo menos este mandamento. Elas dizem: "Graças a Deus, eu não assassinei ninguém!" Porém, nós precisamos nos lembrar que esse mandamento não se trata de nossas ações físicas somente, mas também dos desejos de nossos corações. Quantos de nós juramos em nossos corações: "Como eu desejo que ele suma!"; ou ainda: "Ah, se eu pudesse matá-lo!"? Quantos de nós quisemos que alguém desaparecesse de nosso mundo? O ódio e a inveja são as raízes do assassinato. Na história bíblica, Caim assassinou seu ir-mão Abel por causa da inveja em seu coração, que acabou resultando em ódio.
Da mesma forma, há muita raiva em nosso mundo — nas ruas entre motoristas, nos escritórios entre funcionários, nas escolas entre alunos e, o pior de tudo, nos lares entre casais e pais e filhos. A raiva pode virar ódio, e este freqüentemente vira violência e até assassinato.

Auto-avaliação:

Você já odiou ou assassinou alguém em seu coração ou em ação?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Honra teu pai e tua mãe

História:

Uma pesquisa interessante com elefantes africanos revelou que dano, destruição e até morte são normalmente causados por um só tipo de elefante, que é o chamado elefante desgarrado. Estes elefantes não são criados com a manada, onde eles devem aprender a se submeter aos elefantes mais velhos e ajudar o grupo todo. Ao contrário, eles crescem sozinhos ou com irmãos, mas sem seus pais. São estes elefantes que causam os problemas.

Explicação:

Obviamente nós não estamos aqui para falar sobre elefantes, mas o paralelo é muito claro. Quando a geração mais jovem não respeita a geração mais velha, todos os tipos de problemas acontecem. Parece que, a cada nova geração, há um nível novo de desrespeito para com a geração anterior. Honrar os mais velhos e os líderes é uma lição importante na vida. Se você não consegue honrar e se submeter a outros, como você espera que os outros honrem e se submetam a você? O mandamento declara: Honre seu pai e sua mãe para que você viva uma vida longa na Terra. Muitos jovens têm suas vidas encurtadas porque eles não escutam o conselho dos pais e dos mais velhos. Eles se envolvem com gangues, drogas ou outras atividades que colocam suas vidas em risco. Raramente os pais são respeitados e honrados. Rebelião de adolescentes é predominante. As pessoas desonram seus pais rejeitando o conselho deles, falando com eles de forma rude e se rebelando contra suas ordens. E verdade que os pais estão longe da perfeição, mas isto é apenas uma desculpa para que os filhos sejam desobedientes e não os honrem. Para honrá-los, os filhos devem dar respeito e valor, até mesmo se discordam das opiniões ou atitudes deles.

Auto-avaliação:

Você sempre honrou seus pais? Você tem honrado outras autoridades em sua vida?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo

História:

No conto de Leon Tolstoi, "A terra de que precisa um homem", um homem viaja a uma tribo no interior da Rússia. Lá, eles lhe oferecem toda a terra que ele conseguir percorrer durante um dia. Então, ansioso para conseguir andar o trecho mais longo possível, o homem começa a caminhar freneticamente. Ao pôr-do-sol, já es-gotado, ele tem um colapso e morre. No fim, a quantia de terra que ele adquire de fato é a cova de dois metros em que é enterrado.

Explicação:

A vida é para ser vivida! Quando descansamos de nosso trabalho diário, renovamos nossas forças e revisamos as prioridades principais da vida, ao invés de só viver para fazer as coisas mais urgentes da escola ou do trabalho. Ninguém à beira da morte diz, "Eu gostaria de ter ficado mais tempo no serviço!", pois compreendem que há coisas mais importantes na vida do que trabalho ou estudo. A Bíblia dá muito valor aos nossos relacionamentos — primeiro com Deus e depois com as pessoas. Entretanto, relacionamentos precisam de tempo para ser construídos. O 4S Mandamento foi dado para nos ajudar a enriquecer nossas vidas através do tempo gasto com Deus e com nossa família. O homem foi criado para ter um relacionamento com Deus. Então a questão aqui é se nós temos tempo para Deus, ou se outras coisas da*vida tomam todo nosso tempo. Você separa um tempo especial para Deus a cada semana? Você separa tempo para orar, estudar a Sua Palavra e adorá-lO? Este mandamento nos ensina a reservar um tempo para descansar de nosso trabalho e para nos aproximar de Deus, a fim de nos edificarmos espiritualmente. O dia sabático representa o dia mais importante da semana. Portanto, Deus não somente quer que dediquemos tempo a assuntos espirituais, mas também que priorizemos isto, ou, em outras palavras, que demos nosso melhor tempo a Ele.

Auto-avaliação:

Você sempre guarda um dia por semana para descansar e desenvolver seu relacionamento com Deus?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não tomaras em vão o nome do Senhor

História:

Pense em algumas das piores pessoas da história. Hitler exterminou seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Stalin matou milhões de russos durante o seu reinado de terror. Saddam Hussein bombardeou as tribos curdas no norte do Iraque usando armas químicas que conduziram à morte milhares de homens, mulheres e crianças. Em alguns países, em vez de usar os nomes desses homens terríveis para xingar alguém, o nome do Santo Deus é usado como parte em palavrões e xingamentos.

Explicação:

Amaldiçoar e xingar são lugares comuns no vocabulário moderno. O nome de Deus é usado freqüentemente para expressar a nossa raiva.
Quando você honra alguém, você honra também o nome dessa pessoa. Por exemplo, nós honramos os nomes de heróis como o jogador de futebol Pele, o piloto Ayrton Senna e o político e presidente Kubitscheck. Sendo assim, por que não honramos o nome de Deus? O povo judeu honrou o nome dEle de tal modo que não ousavam dizê-lo em voz alta. Os primeiros cristãos oravam: "Pai nosso, que estás no céu, santificado seja o Teu nome!" Tristemente nós somos culpados de rebaixar o nome dEle a uma linguagem chula.
Nós devemos honrar o nome de Deus por duas causas. Primeiro, por causa do Seu poder. Não há um poder tão grande como o dEle. Nós respeitamos os poderes terrestres como volte, cilindradas, dinamite etc. Mas devemos lembrar que é o poder dEle que, além de ter criado o mundo, também o sustenta. Sem Ele, nosso mundo implodiria. Ele merece nossa honra também por causa de Seu caráter. Nós honramos pessoas amáveis e sábias, então muito mais devemos honrar a Deus, que é perfeito e santo, que é amor e bondade.

Auto-avaliação:

Você alguma vez colocou o nome de Deus em piadas, brincadeiras ou falou Seu nome de qualquer maneira, apenas por falar?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não farás para ti nenhum ídolo

História:

A história antiga de Narciso nos conta a respeito de um homem jovem e bonito que foi beber um pouco de água em um pequeno lago. Quando ele se ajoelhou para alcançar a água, ele viu seu próprio reflexo na superfície transparente. Ele se sentiu tão atraído por sua própria beleza que se apaixonou por si mesmo e nunca mais pôde tirar seus olhos da própria imagem. Então ele ficou lá, olhando para si na água, até o dia em que morreu. Desta história nós obtemos o significado do termo "narcisismo".

Explicação:

Ídolos podem vir de todos os tipos, formas e tamanhos. Em algumas nações e religiões, as pessoas esculpem imagens de seus deuses e se curvam diante deles e oram a eles. Por exemplo, os templos hindus na índia são cheios de ídolos coloridos e até grotescos que representam os milhares de deuses que eles adoram.
A maioria dos jovens não adora este tipo de imagens escul-pidas. No entanto, nossa geração tem um tipo diferente de ídolo para adorar. Muitos idolatram estrelas do rock, atores de Hollywood ou modelos glamorosas. Nós até temos programas de televisão chamados: "ídolos". Estas estrelas são mais respeitadas que Deus! Nós almejamos ler histórias sobre eles e saber suas opiniões mais do que desejamos conhecer a Deus.
Algumas pessoas idolatram seu próprio corpo. Sua paixão principal na vida é ter o corpo perfeito através de exercícios físicos, ou ter o rosto perfeito através de maquiagem ou cirurgia plástica. Não é errado manter a forma e a saúde física, mas o mandamento de Deus é quebrado se a pessoa estiver fazendo isto para que outras pessoas a adorem. Outros ainda são também culpados de criar uma imagem nova de Deus em suas mentes, baseados em como eles querem que Deus seja. Por exemplo, muitos criaram um deus que não tem lei alguma e que aceita todos os tipos de comportamento. Agindo assim, eles inventam para si, em sua própria imaginação, uma falsa imagem de Deus e, então, não são acusados por suas consciências quando fazem algo errado!

Auto-avaliação:

Você sempre colocou Deus como o único Deus em sua vida, lançando fora todos os falsos ídolos ou imagens? Sua lealdade é dividida? Você alguma vez se ajoelhou diante de alguma imagem? Você possui fotos de artistas, jogadores de futebol, ou adorou um cantor?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Não terás outros deuses além de mim

História:

Quando as primeiras televisões chegaram ao mercado, um pai comprou uma e a deu de presente a suas crianças, Logo após, ele precisou fazer uma viagem de negócios. Alguns dias depois, ao retornar, ele entrou em casa e esperava ser cumprimentado e beijado por seus filhos, como normalmente acontecia. Porém, as crianças não se levantaram nem o reconheceram. Elas estavam muito ocupadas assistindo à televisão. O pai foi forçado a tomar a televisão. O presente que ele achou que seria uma bênção estava arruinando algo mais importante — o relacionamento dele com suas crianças.

Explicação:

O Primeiro Mandamento nos ensina a definir nossas prio-ridades corretamente. Mesmo que Deus tenha prazer em abençoar as pessoas, os problemas acontecem quando nós nos dedicamos a tais coisas em detrimento dEle — quando amamos mais a criatura do que o Criador. É bom possuir as coisas, mas os contratempos ocorrem quando as coisas nos possuem.
Nada deve entrar no caminho de nosso relacionamento com o Senhor. Se há qualquer coisa que toma o afeto que deveria ser dEle, seja comida, jogos esportivos, dinheiro, intelecto, posses ou família, nós perdemos nossa perspectiva, nossa prioridade e propósito. Se quaisquer destas coisas ocuparem um lugar mais alto em nossos corações, então nós quebramos o 1o mandamento. Nosso amor por Deus deve exceder totalmente nosso amor pela família, amigos e prazeres. Nada pode ser mais importante que Deus em nossa vida.

Auto-avaliação:

Deus é o número um em sua vida? Diante de um problema quem é a primeira pessoa que você procura, Deus ou o homem?

Questão:

Você sempre guardou este Mandamento?

SIM
NÃO

Resultados e consequências

Qual é a sua pontuação? Quantos mandamentos você sempre guardou? Se você foi honesto consigo mesmo, você admitirá que quebrou todos eles. A verdade é que todos nós transgredimos e pecamos contra Deus.
Até mesmo se você acredita que não quebrou todos os mandamentos, se você quebrou só um, você se torna um transgressor da lei, da mesma maneira que os criminosos só precisam quebrar uma lei para se tornarem criminosos.
A justiça diz que os criminosos devem ser castigados. Juízes humanos determinam o peso do castigo de acordo com a gravidade do crime. A justiça diz que o castigo tem que ser compatível com o crime. Deus é o Juiz do céu. Ele não pode ser corrompido, não pode ser subornado nem enganado. Ele vê e sabe de tudo e a Sua recompensa é correta. De acordo com Suas regras, o castigo para o pecado é a morte.
Você pode pensar que isto é muito severo e protestar: "Certamente o castigo supera o crime!" Mas vamos considerar a raiz do crime. Pecar é realmente ir diretamente contra os mandamentos de Deus. E rebelião. E o ato de dizer ao seu Criador que você não quer ter qualquer ligação com Ele. Um pecador é alguém que escolhe viver fora dos limites de Deus, que rejeita Sua instrução e Sua presença, e prefere andar independente.
Pecar é uma grande traição contra o Senhor, um tapa no rosto da sabedoria. É a negação de Sua graça, uma revolta contra o reino dEle. E uma aliança com o inimigo de Deus, Satanás, e com o desejo dele de destruir o propósito de Deus para a Terra. Portanto, se este é o peso do crime, vamos considerar o peso do castigo:

  1. Morte espiritual:Você já observou como as crianças devem ser ensinadas a fazer o bem e como elas tendem naturalmente a desobedecer? Todos nós temos um egoísmo em nossos corações que nos impele a cometer todos os tipos de erro. Por causa do pecado, nós nascemos com corações espiritualmente mortos que não têm um relacionamento com Deus.
  2. Morte física:Este é um compromisso que todos nós vamos ter — garantido! Os jovens não pensam que virá, mas quanto mais velho você fica, mais realístico se torna. A vida é muito frágil e nós vivemos constantemente à beira da eternidade, sem saber quando a morte física nos arrebatará. O homem nunca resolveu o problema da morte física. Não era a intenção de Deus para o homem, mas, assim que o pecado entrou no mundo no início dos tempos, com ele veio a morte.
  3. Morte eterna:Depois da morte física, virá o Julgamento, no qual as pessoas receberão sua recompensa. Vida eterna é viver na presença de Deus no céu, enquanto morte eterna é estar para sempre separado de Deus, no inferno. Se o inferno é a ausência de Deus, então também é a ausência de luz, amor, paz, alegria e descanso. Em outras palavras, o inferno é um lugar de escuridão e de terror, onde almas se retorcem em agonia atormentadas por demônios. Pior ainda, é um lugar de onde não há retorno.

As desculpas comuns

  1. "Eu serei bom de agora em diante!"Poderíamos pensar que podemos nos salvar do julgamento por algo que nós mesmos pudéssemos fazer. Podemos tentar ser bons agora — sim, muito bons. Poderíamos pensar que, se fizermos o bem a outros e nos ocuparmos com obras beneficentes e causas filantrópicas, tudo vai dar certo. Algumas pessoas, quando condenadas por seus pecados, lançam-se numa vida de regras e tradições religiosas. Alguns até passam a freqüentar a igreja. Porém, o problema ainda permanece em nossos corações — lá dentro ainda temos motivos errados, egoísmo e desejos impuros. O coração do problema humano é o problema do coração humano. E auto-degradação, auto-penitência ou boas obras não podem removê-lo. A pergunta fundamental é: Quão puro de pensamento você é? Um provérbio antigo diz: "Como um homem imagina no seu coração, assim o é". Alguns podem ser como cordeiros mansos no exterior, mas como lobos vorazes no interior. Podemos ser como os sepulcros caiados — belos por fora, mas por dentro cheios de ossos!
  2. "Eu fiz muito mais coisas boas que coisas ruins em minha vida."Muitas pessoas acreditam que, se houver um Dia de Julgamento, então um par de balanças será colocado diante de Deus, e de um lado serão pesadas nossas boas obras, e do outro lado nossas obras más. O destino de nossa alma dependerá da direção das balanças. Porém, nem mesmo aqui na Terra esta forma de julgamento acontece. Seria absurdo se, no tribunal, um homem condenado por fraude fosse liberado pelo fato de que ele, ocasionalmente, dava esmolas! Não, ele ainda teria que ser castigado pelo seu crime. O bem que fizemos não pode cancelar o mal que também fizemos. O tempo pode nos enganar. Muitas pessoas se esquecem do mal que fizeram depois de certo tempo. Há aqueles que viviam de modo terrível, mas que, com a idade, tornaram suas vidas mais sóbrias e sérias. Nas suas próprias mentes, suas boas obras cancelaram o mal que previamente fizeram. Entretanto, Deus vive no presente eterno. E um estado infinito. O todo de nossas vidas está diante dos olhos dEle no mesmo momento. Sua memória não enfraquece com o tempo, como a nossa! E quanto ao bem que não fizemos quando tivemos a oportunidade de fazê-lo? As leis de Deus podem ser condensadas nestas duas coisas — nós devemos amar a Deus de todo nosso coração, força e entendimento, e devemos amar ao próximo como a nós mesmos. Nós realmente temos feito isso às pessoas? Quando vemos nossos amigos e familiares com necessidades, nós os tratamos como gostaríamos que eles nos tratassem? Nós ajudamos as pessoas ou lhes dirigimos um olhar cego e fingimos que não sabemos da situação? Temos relutado para sair de nossas casas confortáveis e ajudar um mundo em sofrimento? Estes pecados de omissão nos fazem culpados aos olhos de Deus, como qualquer transgressão de Sua lei.
  3. "Eu não sou tão ruim quanto os outros!"DAo ler o jornal ou assistir às notícias na televisão, sempre ouvimos sobre as atrocidades terríveis que algumas pessoas cometem. E fácil pensar que não somos tão ruins como essas pessoas são. A questão é que não devemos nos comparar com outras pessoas, mas sim com Deus. Havia uma menina que passeava com sua mãe em uma fazenda na Europa. Enquanto observavam um rebanho de ovelhas em um pasto verde, a menina disse à sua mãe: "Mamãe! Veja que ovelhas brancas e fofas". Depois de pouco tempo, começou a nevar e logo a grama se cobriu como uma manta branca. A menina disse à sua mãe: "Mamãe! Essas ovelhas ficaram sujas". Agora a verdade é: as ovelhas não tinham mudado de cor, mas o cenário sim. Quando as ovelhas estavam em contraste com a grama verde, elas pareciam limpas, mas, contra a neve branca, elas pareciam sujas. Igualmente nossas imperfeições podem não ser vistas quando comparadas às de outras pessoas, mas é quando nos comparamos à santidade perfeita de Deus que vemos nossa sujeira espiritual.

Encare os fatos, não a ficção!

Amigo, embora outros falem que é possível escapar desta realidade, você deve enfrentar o fato, não a ficção! Sua situação é terrível! Não importa os esforços, o zigueza-guear, o reclamar, o se desculpar e o se justificar que você faria em sua própria autodefesa, o veredicto sempre será o mesmo: "Culpado! Culpado! Culpado!".
Na realidade, você não precisa esperar o Grande Julgamento de Deus para saber o veredicto. Sua própria consciência já o condena. Agora, como um prisioneiro condenado, é somente uma questão de tempo antes da morte. Dentro deste calabouço escuro e fundo, você se acha completamente sem esperança.

Conclusão

Mas, querido amigo, quando tudo parece perdido e a destruição está perto, ainda há uma luz de esperança nas trevas, como uma única vela em um abismo de escuridão. Esta luz dispersa as trevas e mostra a saída desta cela de prisão e de condenação. Se você andar na direção da luz, ela vai se tornar mais luminosa, até que seu poder seja deslumbrante.
Que luz é esta? E a revelação de que, embora não possamos nos salvar, se tivermos a ajuda de outra pessoa, podemos ser salvos! Embora os mandamentos nos revelem nossos pecados, eles também revelam o caminho da salvação.
É verdade que Deus é justo e que Ele é misericordioso. Enquanto a justiça diz que deveríamos morrer, a misericórdia diz que deveríamos viver. Como é possível reconciliar estas duas declarações contraditórias? Como é possível para Deus castigar e perdoar? Como Ele pode matar e fazer viver?

  1. Um homem: Isto só seria possível se Deus provesse um substituto — alguém que seria castigado em nosso lugar. Foram as pessoas que pecaram, e então o substituto deveria ser uma pessoa. Era preciso que um homem levasse a culpa e recebesse o castigo por tudo. Mas quem desejaria se oferecer a esta obra?
  2. Um homem perfeito: O homem requerido por Deus deve ter crédito o suficiente para pagar o preço por aqueles em débito com Deus. O homem ideal para cumprir o objetivo deve ser santo como Deus — alguém que nunca pecou, que não fez nada para que merecesse morrer, que nunca transgrediu os Mandamentos. Haveria tal homem no mundo inteiro?
  3. Um homem divino: Amigo, há só uma pessoa que poderia ter cumprido tal papel, e esta pessoa é o próprio Deus. Somente Ele pode fazer algo assim, e a notícia mais maravilhosa é — Eleja o fez! Dois mil anos atrás, o próprio Deus se tornou um homem de carne e sangue. Ele nasceu pelo milagre de um nascimento de uma virgem. Ele nasceu do Espírito Santo pelo ventre de uma jovem mulher chamada Maria. Ele era 100% homem e 100% Deus. Deus se fez homem e habitou entre nós. Durante 33 anos, Ele viveu uma vida pura, cumprindo todas as leis de Deus, mesmo sendo tentado muitas vezes pelo diabo. Então, para cumprir Sua missão na terra, Ele entregou Sua própria vida para morrer como o pagamento por nossos pecados, cumprindo assim as palavras do antigo profeta Isaías (Is. 53.5,6):

    "Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moldo pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos."

    Imagine que você e seus amigos foram comer em um restaurante e escolheram pratos caríssimos. Um homem desconhecido sentado na outra mesa pede ao garçom para pagar a conta de vocês. Então ele paga em seu lugar e sai. Você ainda pensa que precisa pagar a conta? Não! Já foi paga. Você é livre para partir, sem pagar um centavo. Isto é o que o Deus fez por nós. Ele pagou o que nós devíamos. Aleluia!
  4. Um Deus-homem: Em uma cruz em Jerusalém, este Deus-homem foi crucificado e envergonhado diante do mundo inteiro. Entretanto, este não era um momento de derrota, mas um momento de vitória! Este ato era algo que só ele entendeu na ocasião — por Sua morte, Ele soube que traria vida; por Seu sofrimento, Ele traria libertação; por carregar nossos pecados, Ele traria perdão para o mundo inteiro.
    Deus, o Pai, enviou o Filho pelo poder do Espírito Santo para resgatar o homem. Aquele que não conheceu o pecado, se fez pecador por nós; para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus. Ele pagou o preço por nós, Ele tomou nossos pecados e recebeu nosso castigo para nos libertar. O ato de Deus através de Seu Filho foi uma oferta por cada um de nós. Seu sangue pagou o preço de todos os nossos pecados. Ele morreu para que nós pudéssemos viver.
    Um ônibus estava levando um grupo de famílias por uma colina para uma cidade próxima. Quando começou a descer a colina, os freios falharam e o ônibus adquiriu uma velocidade perigosa. Não havia como evitar que ele batesse e os passageiros morressem. De repente, o motorista viu à frente uma porteira para um pasto. Era a única chance para eles sobreviverem. Porém, sentado em cima da porteira estava o filho do próprio motorista. Como não havia alternativa, ele guiou o ônibus direto para a porteira, sabendo que o sacrifício de seu filho salvaria muitas pessoas. Da mesma maneira, Deus, o pai, sacrificou seu único filho para nos salvar.
    Os mandamentos de Deus nunca foram dados para nos condenar, mas para nos revelar a necessidade de um Salvador. Quando entendemos a necessidade de um Salvador, então, entendemos o trabalho do Filho de Deus. Ele é o caminho, a verdade e vida, ou seja, Ele é o caminho verdadeiro à vida. Sem Ele não há esperança, nós estamos perdidos para sempre.
  5. Um amigo: O Filho de Deus é chamado "o amigo de pecadores" e "o advogado". Em contraste, Satanás é chamado "o acusador dos irmãos". No tribunal celestial, Satanás acusará você diante de Deus. Ele tem provas em arquivos tão grandes quanto dicionários, com todas as suas transgressões. Ele apresentará o caso e pedirá sua condenação imediata à morte e ao inferno.
    O Filho de Deus é o defensor ou o advogado para aqueles que crêem. Ele se levantará diante de Deus o Pai, o Juiz dos vivos e dos mortos, para nos defender e dirá: "Meu Senhor, é verdade que o acusado cometeu pecados, mas ele me pediu que eu o perdoasse e Me tornasse seu Salvador e Senhor. Meu sangue derramado é a prova de que eu já sofri a punição pelos seus pecados e, portanto, ele é livre!" Então, com Seu sangue, Ele apagará todos os registros de seus pecados. O grande Juiz declarará: "Inocente!" E todo o céu começará a celebrar. Aleluia!
    Este é apenas o começo de todas as bênçãos de Deus para você. Ele não somente deseja que você seja um pecador perdoado, mas que você saiba que é filho dEle e um herdeiro do Seu reino. Ele o ama profundamente e quer ser seu melhor amigo.

Décima Primeira Questão

Querido amigo, não confie em seus próprios esforços para ser salvo, e sim coloque sua confiança na obra do Filho de Deus. Ele tem o poder para perdoar pecados e o poder para dar a vida eterna.
Não tente mudar sua vida pela transformação de seu caráter ou fazendo coisas boas, mas sim convidando Deus para viver dentro de seu coração. Sua vida não será mudada de fora para dentro, mas de dentro para fora. O Senhor dará a você um novo coração e um novo começo de vida.
Três dias depois que este Deus-homem foi crucificado, Ele ressuscitou. Quarenta dias depois, Ele ascendeu ao céu. Lá Ele se assentou ao lado direito de Seu Pai — Seu trabalho foi feito. Como João Batista disse: "Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo".
Ele nos deixou estas palavras: Portanto, todo aquele que confessar meu nome diante dos homens, também eu confessarei seu nome diante de meu Pai (Mt 10.32). Até agora nós não mencionamos o nome dEle. E o nome mais maravilhoso na terra e no céu. Se você invocar este nome, você será salvo. Você sabe o nome dEle? Sim, é Jesus Cristo.

Você quer receber Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal?

SIM
NÃO

Se você respondeu sim, então não importa o que respondeu nas outras questões. Ao convidar Cristo para entrar em sua vida, todas as suas falhas são transformadas em virtudes. Faça essa oração em voz alta e de todo seu coração:

"Pai celestial, obrigado por enviar Teu Filho para morrerem meu lugar.
Eu me arrependo de todos os meus pecados e Te peço para que me lave com o sangue precioso de Teu Filho.
Senhor Jesus, eu creio que Deus te ressuscitou dos mortos.
Eu Te convido a ser meu Senhor e Salvador.
Eu quero receber um coração novo e um novo começo hoje e Te seguir todos os dias da minha vida.
Obrigado, Espírito Santo, por me fortalecer com Teu poder e amor.
Em nome de Jesus, eu oro. Amém!"

O que fazer agora?

Receber Cristo como seu Salvador é como entrar pela porta de um mundo novo. Você tem um destino novo, uma natureza nova, um propósito novo e uma família nova (a Igreja) para ajudar você a crescer. Seu Pai divino deseja abençoá-lo de muitas formas e, para isto, você tem de conhecê-lO. Para dar seus próximos passos, venha nos visitar. Gostaríamos muito de conhecer você. Escreva seu nome e telefone abaixo e entraremos em contato o mais rápido possível!